Alunos do Ifap fazem clips com versões inusitadas de hits brasileiros para praticar inglês

Por: Joice Batista



Hits brasileiros estão ganhando divertidas e inovadoras versões em inglês. Com vídeos que misturam interpretação, coreografias e até memes, os alunos do Instituto Federal do Amapá (Ifap) soltaram a imaginação na frente das câmeras. As escolhas foram desde as músicas do pagodeiro Péricles, passando por Anitta e Aldair Playboy até aos sucessos nortistas de Joelma e Nivito Guedes. 

Pode até parecer brincadeira de adolescentes que cresceram no mundo da internet, mas não. Os vídeos fazem parte do projeto “English Version”, idealizado pela professora Lara Utzig como um processo avaliativo, mas que também faz com que os alunos exercitem a língua inglesa fora da sala de aula. “O maior desafio como professora é fazer os alunos falarem em inglês. De todas as habilidades, a fala é onde há mais dificuldade e só o fato deles terem tentado, pra mim já é uma grande vitória”, diz Lara. 

Muitos vídeos já foram gravados e postados, mas não há um canal próprio do “English Version” no YouTube. Por isso, o Bem Tucuju separou algumas versões, que você confere ao longo da matéria.

   

O “English Version” surgiu em 2016 e foi colocado em prática mais uma vez este ano. O projeto é uma ferramenta avaliativa do 2° bimestre e é sempre aplicada aos alunos do 2° ano dos cursos técnicos integrados ao ensino médio. Toda a produção dos vídeos fica por conta dos alunos. A tradução também é feita por eles, mas com o auxílio da professora, já que eles estão em processo de aprendizagem.

   

Lara Utzig diz não se importar muito com questões técnicas relacionadas aos vídeos ou a tradução, mas que avalia a determinação dos alunos em aprender. Segundo ela, o projeto fez com que eles melhorassem na disciplina. “Se tem um erro aqui, um erro lá, isso pra mim não importa. O que importa é a prática do inglês. Então, pra mim, eles evoluíram muito a partir do momento que houve uma pré-disposição a tentar aprender as letras e tudo mais”, afirmou a professora. 

Aprendizado 

Apesar de alguns estudantes terem certa timidez, eles contam que gravar os vídeos foi divertido e que o processo está auxiliando dentro e fora da sala de aula. “Eu acho que melhorou porque a gente precisou adquirir mais vocabulários para fazer as traduções e transformar as expressões do português para o inglês, porque as vezes não faz sentido. Então, a gente evoluiu”, disse João Pedro Oliveira, de 16 anos, aluno do curso Técnico em Edificações. 




“Comunicar ainda é difícil, mas entender as palavras já está mais fácil”, afirmou Hevellyn Vitória de Oliveira, estudante do 2° ano do curso Técnico em Alimentos. Larissa Gabriela dos Santos, também de 16 anos, é aluna do curso Técnico em Alimentos do Ifap. Segundo ela, o projeto é importante para o aprendizado do inglês, algo essencial para quem, assim como ela, sonha com uma carreira internacional.

 
“O mundo está ficando cada vez mais tecnológico. Então, a gente tem que aprender a trabalhar com pessoas de outros lugares [...]. temos que buscar avançar nos nossos conhecimentos para poder conseguir o que queremos de verdade. Eu quero emprego nos Estados Unidos e como eu vou trabalhar lá se eu não souber falar a língua de lá?”. 

Tecnologia do Blogger.